As estratégias de backup foram um desafio tanto para usuários quanto para administradores de TI desde o início da informação digital. Nos últimos anos, o backup de sua empresa exigia não apenas o hardware caro da unidade de fita, mas também as políticas complexas de armazenamento hierárquico. Essas políticas foram projetadas para monitorar o acesso e a vida útil de cada arquivo em sua rede para decidir quais arquivos precisavam ser armazenados em discos rígidos e quais em unidades de fita, algumas localmente e outras fora do site. Hoje, a nuvem tornou o backup dos dados da sua empresa muito mais fácil, o que é bom, uma vez que manter seus dados seguros é fundamental hoje em dia.

Por um lado, as empresas estão gerando mais demanda por armazenamento do que nunca, com os especialistas do mercado lançando estatísticas assustadoras, como o fato de que mais dados foram criados desde 2015 do que em toda a história anterior da raça humana ou que até 2020 nossos dados combinados o universo alcançará 44 zettabytes, o que se traduz em cerca de 44 trilhões de gigabytes.

A nuvem realmente precisa ser parte da estratégia de backup por vários motivos. Primeiro, é facilmente escalável, então, se seus dados precisam de repente aumentar, então você não precisa se preocupar em adquirir formas de armazenamento para suprir essa demanda. Em segundo lugar, é barato pelo mesmo motivo, a saber, que a escalabilidade fácil significa que você só paga pelo que é usado quando você usa. Em terceiro lugar, a nuvem gerou uma série de armazenamento e serviços de compartilhamento de arquivos para empresas. A maioria destes serviços oferece funcionalidades de backup sofisticadas ou mesmo serviços separados que permitem automatizar de forma rápida e fácil os processos de backup da sua empresa, até PCs individuais e dispositivos móveis.

Como funcionam os serviços de backup em nuvem?

Os serviços de backup em nuvem para empresas funcionam fornecendo aos clientes acesso a infraestrutura de armazenamento compartilhada, baseada em software e virtualizada. Isso permite que os provedores criem uma grande capacidade de armazenamento de dados de seus clientes e gerenciem tudo até o nível de bytes. A gestão baseia-se no tamanho e na demanda desses clientes, na alteração das condições da largura de banda, dos requisitos de segurança e, em alguns casos, dos requisitos de retenção de dados variáveis. Isso significa que o provedor de backup em nuvem pode permitir que os clientes armazenem dados usados com frequência em locais de acesso rápido, como a infraestrutura virtual primária ou mesmo um componente adicional de armazenamento no local, como um dispositivo de armazenamento em rede (NAS). Eles podem então colocar dados usados ocasionalmente no hardware do lado da nuvem, um pouco mais lento para responder, mas ainda sempre a mão. Eles também podem soltar dados raramente usados em fita que seja armazenada de forma segura em instalações fora do local.

Cada um desses níveis de armazenamento tem um preço diferente e as ferramentas de backup em nuvem fornecidas pelo provedor de armazenamento podem automatizar a forma como seus dados se movem entre esses níveis com base nas políticas que você ou o seu pessoal de TI controlam. Isso é semelhante às estratégias hierárquicas de armazenamento antigas, mas é muito mais fácil e acontece inteiramente como um serviço gerenciado. Tudo o que você precisa fazer é passar por um processo de configuração inicial e você poderá obter os dados da sua organização a partir de qualquer dispositivo ligado a internet. Não há necessidade de servidores físicos ou mesmo virtuais dedicados, unidades de fita caras com software de backup dedicado proprietário (e muitas vezes antigo), ou local no qual armazenar as caixas de fitas importantes.

Gerencie seus backups: Regra 3-2-1

A regra 3-2-1 é amplamente difundida como uma prática recomendada da indústria. Esta regra estabelece que você deve ter três (3) cópias de seus dados em todos os momentos, que você mantenha backup em pelo menos dois (2) tipos diferentes de armazenamento e que você tenha pelo menos uma (1) cópia do Dados fora do local. No passado, bandas lentas e discos rígidos tornaram isso difícil ou, na melhor das hipóteses, tedioso de se fazer. Os serviços de backup em nuvem podem dar uma vantagem fornecendo um local separado de onde estão os dados importantes da sua empresa juntamente com um preço razoável.

No entanto, nem todas as ofertas são criadas iguais. Existe uma série vertiginosa de dispositivos que precisam ser copiados. Desktops, servidores, dispositivos móveis e dispositivos NAS fazem parte da paisagem digital diversificada que precisa ser protegida. O suporte é variado, e não existe um modelo de custo único que obtenha todos os negócios. Toda estratégia de backup é única, cada empresa deve ter a sua infraestrutura avaliada minuciosamente para a correta implantação do backup.

Considerações sobre a plataforma

Um ótimo serviço de backup em nuvem não faz muito bem se não proteger os dados em todos os seus dispositivos de negócios, não apenas em servidores ou PCs de mesa. Em um ambiente típico, os sistemas Mac e Windows compõem a maioria dos laptops e estações de trabalho. Linux e Microsoft Windows Server são as plataformas mais populares para servidores. Depois, há um pântano de mobilidade cada vez maior e sempre em mudança. Obter acesso aos dados de um dispositivo móvel está se tornando não apenas popular, mas cada vez mais crítico à medida que os dispositivos móveis se tornam mais sofisticados e não apenas armazenam mais dados, mas criam também.

Em suma, nossa equipe, acostumada a vivenciar diversos ambientes, tem os conhecimentos necessários para estudar qual a melhor solução e como esta será aplicada a sua infraestrutura.

Deixe-nos surpreende-los!

do.